Jean-Michel Jarre disputa herança do pai em corte europeia de DH

Jean-Michel Jarre disputa herança do pai em corte europeia de DH

O músico francês Jean-Michel Jarre quer recorrer à Corte Europeia de Direitos Humanos (TEDH) depois que a Justiça de seu país decidiu privá-lo da herança de seu pai, Maurice Jarre, ganhador de três Oscars pelas trilhas sonoras de "Lawrence de Arabia", "Doutor Jivago" e "Passagem para a Índia". "Minha irmã, Stéphanie, e eu levamos nosso caso ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos pela falta de respeito aos direitos da família e pela violação excessiva do nosso sistema de segurança jurídica", escreveu o pioneiro da música eletrônica em uma coluna, publicada na sexta-feira o jornal Le Parisien.

A questionada sucessão veio à tona no começo da disputa judicial em torno da herança do cantor francês Johnny Hallyday entre sua viúva e os dois filhos mais velhos do astro do rock, que questionam o testamento feito nos Estados Unidos por seu pai, que os deserdou em virtude da lei californiana. Em setembro de 2017, a Corte de cassação decidiu, em um caso que apresenta muitas analogias, deserdar Jean-Michel Jarre e sua irmã, sabendo que seu pai tinha organização sua sucessão segundo o direito californiano. Falecido em 2009, Maurice Jarre deixou todos os seus bens para sua última esposa através de um "family trust", uma estrutura jurídica prevista no direito californiano.

Fonte: CorreioDoPovo